Loading...
Textos2018-10-16T21:10:10+00:00

Textos

A Couraça Secundária
A Couraça Secundária é um termo usado por Gerda Boyesen, criadora da Psicologia Biodinâmica, para explicar um fenômeno que ocorre frequentemente em consultórios de psicoterapia corporal. Pode ser descrita como uma nova formação defensiva que ocorre quando o trabalho corporal é invasivo e tem como finalidade quebrar a proteção egóica dos conteúdos inconscientes. A Couraça Secundária é construída para proteger o ego dos conteúdos inconscientes e também da intervenção terapêutica.

Curva Orgástica como Parâmetro de Saúde:
A Solução de Compromisso

Estudo sobre a curva orgástica proposta por Reich como parâmetro de saúde, tendo em vista o indivíduo em função de seu próprio potencial. A solução de compromisso somática (termo usado em psicologia biodinâmica) nos mostra o estado psicossomático atual do paciente, facilitando o diagnóstico e o tratamento clínico. O texto também aborda a carga orgástica do paciente e terapeuta constelada na relação.

Transferência e Contratransferência em Psicoterapia Corporal
Este artigo trata da relação paciente – psicoterapeuta na clínica corporal. Apresenta a possibilidade e a necessidade de uma clínica que une o tratamento do indivíduo com a questão transferencial e contratransferencial. Estuda os conflitos e possibilidades que essa união representa.

Psicoterapia e Massagem, reflexões sobre a relação cliente-terapeuta
Qual é a diferença entre o trabalho de massagem e o de psicoterapia? Quando é que um trabalho de massagem se torna psicoterapêutico? Onde termina a massagem e começa a psicoterapia e vice versa? Estas são algumas das questões debatidas neste texto.

Textos ligados à área psi

Grupos de Movimento
Escrito por Maria Ercília Rielli da Gama e Ricardo Amaral Rego em 1994.
É disponibilizada aqui a versão digital deste livro, publicado originalmente pelo Departamento Reichiano do Instituto Sedes Sapientiae.
Conteúdo: ao lado de uma sistematização teórica sobre o tema, é apresentada uma metodologia própria de Grupos de Movimento em 8 sessões. Fundamentalmente voltada para o aprendizado e a aplicação prática deste dispositivo técnico, esta obra contém descrições de exercícios e orientações sobre sua aplicação.

É bicho ou não é?
Texto curto publicado no blog Fora de Mim, traz reflexões sobre as (in) certezas decorrentes de sermos animais dotados de linguagem.

A vida é dura para quem é mole: considerações sobre aspectos psicológicos da hipotonia muscular 
Uma discussão da importância do tônus muscular no funcionamento psíquico, na qual é abordada a visão de Wilhelm Reich e de diversas escolas neorreichianas sobre o tema. Também são examinados elementos da neurociência e da medicina em geral que contribuem para uma visão abrangente da questão.

Sexualidade e cognição em primatas 
Uma discussão sobre as semelhanças e diferenças entre os humanos e demais primatas, especialmente no que diz respeito à sexualidade.

Psicanálise e biologia: uma discussão da pulsão de morte em Freud e Reich 
Tese de Doutorado no Instituto de Psicologia da USP, defendida em 2005. Aborda o tema que foi um dos grandes pontos de discórdia entre Sigmund Freud e Wilhelm Reich, focando a discussão essencialmente nos aspectos biológicos da teoria da pulsão de morte.

A clínica pulsional de Wilhelm Reich: Uma tentativa de atualização 
Elementos para um entendimento da psicoterapia corporal a partir da teoria freudiana das pulsões.

Psicobiodinâmica do recalque 
Um estudo de alguns dos “Artigos de Metapsicologia” de Freud e sua correlação com a visão reichiana.

Reich e Freud: compatibilidades e incompatibilidades 
Examina-se que aspectos da teoria e da clínica reichianas são compatíveis ou não com o pensamento freudiano.

O que é e para que serve a massagem biodinâmica
Texto curto que busca apresentar em poucas palavras o que é a massagem biodinâmica, para que serve e no que ela é diferente de outras abordagens corporais.

Conceitos de bioenergia
Uma análise crítica deste conceito e seu uso em psicoterapia e outros campos afins.

O conceito de bioenergia e a prática clínica biodinâmica
Texto sucinto que faz considerações sobre a utilização do conceito de bioenergia nas atividades didáticas do Instituto Brasileiro de Psicologia Biodinâmica

Anatomia e couraça muscular do caráter
Examina-se a ideia da disposição segmentar da couraça e são apontados questionamentos ao conceito reichiano de anéis da couraça. Veja também vídeo com aula sobre este tema.

A burrice emocional 
Um pequeno texto sobre o fato de muitas pessoas se conduzirem na vida de maneira pouco inteligente , no sentido de não cuidarem devidamente de si, não usufruírem devidamente de seus talentos e capacidades, e inclusive de não saberem aproveitar um tratamento analítico ou uma psicoterapia devido às inúmeras formas de resistência ao mesmo.

Psicoterapia e corpo. I – biopsicotipologias
Comenta-se o uso e abuso de tipologias na teoria e na clínica neorreichianas.

Apontamentos para uma abordagem integrada em psicoterapia reichiana
Procura-se conceber as diversas abordagens do campo reichiano como possíveis partes de uma abordagem integrada que reúna elementos das mesmas em uma proposta mais abrangente e bem fundamentada do que as existentes.

Revisando a tradução do “Análise do Caráter”
Em 1995 foi lançada a segunda edição brasileira (Martins Fontes) do livro “Análise do Caráter”, obra fundamental de Wilhelm Reich, com revisão técnica feita por Ricardo Amaral Rego. Pode-se aqui consultar artigo onde são expostos os critérios desta revisão.

Programa de estudo dirigido do livro Análise do Caráter, de Wilhelm Reich
Foram elaborados roteiros de estudo com questões abrangendo diversos capítulos desta obra. De acordo com sugestões de alunos, foi elaborado um Roteiro Completo, mais aprofundado, extenso e detalhado; e um Roteiro Básico, procurando abranger apenas os itens mais essenciais. No momento estão disponíveis questões relativas aos capítulos 1 a 10. Futuramente este roteiro será ampliado para abranger todo o livro.
Questionário básico    |   Questionário completo

Programa de estudo dirigido do livro Entre Psiquê e Soma, de Gerda Boyesen 
Um Roteiro de Estudos relativo ao livro Entre Psiquê e Soma, de Gerda Boyesen, contendo questões que abrangem todos os capítulos, e também uma orientação de leitura para temas específicos abordados nessa obra.

Um alto monte
Uma análise de um poema de Fernando Pessoa, com questões do campo da psicoterapia corporal.

Temas utópicos e outros tópicos
Um comentário crítico da obra de Freud “O Mal-Estar na Civilização”, confrontando-a com ideias do campo reichiano e da ciência biológica relativas à possibilidade de uma utopia social.

Metáforas artrópodes
Num texto curto, é feita uma comparação, à moda das fábulas infantis, entre estilos de psicoterapia e características de insetos.


Produções não diretamente relacionadas ao campo da psicoterapia

Algumas canções

Existem algumas canções compostas em parceria com Itamar Assumpção, onde basicamente as letras foram elaboradas pelo Ricardo e a melodia pelo Itamar. O nome artístico Ricardo Guará vem do meu apelido de Guará, abreviação de Guarapari, como eu era conhecido nos tempos de faculdade, nome oriundo de uma viagem que fiz em 1971. Muitas pessoas me conhecem por Guará, inclusive o Ita, e assim ficou Ricardo Guará.

Chavão abre porta grande
A primeira, resultou da colagem de pequenos poemas e, além de gravada pelo Itamar no Sampa Midnight, de 1987, foi incluída também num disco do Ney Matogrosso denominado Quem não vive tem medo da morte, de 1988, onde a frase que dá nome ao disco por sinal faz parte da letra do “Chavão”. Laura Rodrigues é a autora de um verso (o amor de sempre de repente não é mais suficiente), mas, por motivos alheios à nossa vontade, o devido crédito acabou não constando do disco.
Veja a letra da música e assista a uma apresentação da Banda Isca de Polícia e Ney Matogrosso cantando Chavão Abre Porta Grande no Sesc Vila Mariana, São Paulo, no dia 17 de junho de 2011. Ou ouça a gravação original.

Sexto sentido
Cantada pela Denise Assumpção num disco do Itamar chamado Intercontinental! Quem diria! Era só o que faltava!!!, de 1988. Aborda a inquietação humana de procurar um sentido nas coisas da vida…
Veja a letra e ouça a música.

Tristes trópicos
Fala dessa mania brasileira de levar vantagem, onde todo mundo pensa que é esperto e no fim saímos todos perdendo. Foi gravada em Bicho de 7 Cabeças, do Itamar com as Orquídeas do Brasil, de 1994.
Veja a letra e ouça a música. Ou assista a uma apresentação em Powerpoint que faz comentários sobre a letra com a música tocando ao mundo.

Dissertação de mestrado

Trabalho e Saúde: Contribuição para uma abordagem abrangente.
Dissertação de Mestrado apresentada ao Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1988. Aborda, entre outras coisas, a importância do stress e fatores psicossociais como elementos ocupacionais de grande importância nos processos que determinam a saúde e a doença.

Massagem Biodinâmica
Coletânea de textos sobre onde são apresentados os fatores importantes neste tipo de massagem, uma lista das diversas técnicas de massagem específicas da psicoterapia biodinâmica, detalhamento de algumas destas técnicas e roteiros para a prática das mesmas.

Manobras Básicas de Massagem
Texto com uma lista de manobras e roteiros para orientar a prática.

Miotonograma
Uma folha para registro do miotonograma (esquema de representação do tônus muscular), útil para registrar o diagnóstico do tônus muscular, detalhando áreas de hipertonia, hipotonia e tônus normal, importantes para se conhecer a couraça muscular do caráter do aluno ou paciente.

Roteiro de acompanhamento dos tratamentos
Útil como auxiliar para que o aluno ou psicoterapeuta acompanhe os resultados das sessões ao longo do tempo.

Roteiro de Monografia
Visa auxiliar o aluno na tarefa de elaboração de sua Monografia de Conclusão do curso de formação em Psicologia Biodinâmica.

Roteiro para observação de sessões de psicoterapia
Lista de itens a serem observados no acompanhamento de uma sessão de psicoterapia para supervisão ao vivo ou para treinamento da capacidade de observação do psicoterapeuta.

Textos cuja tradução foi organizada pelo Instituto Brasileiro de Psicologia Biodinâmica:

Movimentos Espontâneos e Couraça Visceral
De Mona Lisa Boyesen e Gerda Boyesen, que apresenta algumas das primeiras formulações da teoria biodinâmica.

Jellyfish ou o Mundo Reichiano de Gerda Boyesen – Parte II
De Michael Heller, que apresenta questões práticas importantes, orientando na utilização do famoso exercício reichiano da medusa ou jellyfish.

O Tratamento de Distribuição de Energia
De Clover Southwell, onde se apresenta a técnica de Massagem de Distribuição e são tecidos comentários teóricos sobre as bases da Psicoterapia Biodinâmica.

A Personalidade Primária e sua Relação com as Correntes de Energia
Texto de Gerda Boyesen que correlaciona conceitos da Psicologia Biodinâmica com temas de bioenergia desenvolvidos por Wilhelm Reich.

Gritos viscerais
De Mona Lisa Boyesen e Gerda Boyesen, busca teorizar sobre a relação entre a fisiologia das vísceras e aspectos psíquicos e energéticos do organismo humano.

Psicologia Biodinâmica – Sus história inscrita em seu corpo
Luciana Calazans 
Um texto breve que introduz os aspectos fundamentais da Psicologia Biodinâmica.

Índice alfabético de assuntos e autores citados no livro O toque na psicoterapia. Massagem Biodinâmica
Bruna Morais
Consta desta monografia um índice que permite saber em que páginas do livro são feitas referência a determinados temas e autores. Isto pode facilitar a compreensão dos assuntos tratados na obra em questão, tratando-se de uma valiosa contribuição ao aprimoramento do conhecimento biodinâmico.

 Ressignificando Reich à luz da filosofia de Henri Bergson
Dilu Aldrighi
Pretende-se, através deste ensaio, mostrar a importância da filosofia de Henri Bergson no trabalho teórico e prático de Wilhelm Reich, sobretudo no que diz respeito à compreensão da relação consciência–corpo, sob uma nova perspectiva epistemológica: a da intuição.

O uso de recursos expressivos em grupo psicorporal: diálogos possíveis entre Psicologia Biodinâmica e a diversidade teórico-prática
Auryana Maria Archanjo
O objetivo desta monografia foi mapear recursos expressivos gerais e psicorporais a partir da literatura que pudessem dialogar com conceitos da Psicologia Biodinâmica e enriquecer a reflexão sobre um trabalho psicorporal em grupo dentro desta perspectiva.

Pilates Biodinâmico: prazer e consciência de si

Sandra de Abreu Alves
É apresentada uma proposta de integração entre o Método Pilates e a Psicologia Biodinâmica, que tem o objetivo de proporcionar ao praticante a possibilidade de cuidar da mente e das emoções através de exercícios físicos conscientes, cuidadosamente elaborados e adaptados para necessidades individuais.

Gerda Boyesen, a mãe suficientemente boa descrita por Winnicott
Glória Cintra
Texto que discute a possibilidade de estabelecer conexões entre os conceitos de Winnicott e a Psicologia Biodinâmica de Gerda, usando para isto um caso de psicose maníaco-depressiva (o paciente Oscar), tratado por ela.

Grupos de movimento: uma nova tecnologia em promoção da saúde e autocuidado para pessoas idosas
Purificación Navarro Cañizares
Este trabalho tem por objetivo descrever o desenvolvimento de uma nova tecnologia de intervenção sobre a saúde dos idosos. Suas bases teóricas estão fundamentadas no autocuidado como estratégia de Promoção da Saúde e em técnicas de psicoterapia corporal reichiana aplicadas em “Grupos de Movimento”, adequadas às necessidades e possibilidades físicas, psicológicas e emocionais das pessoas idosas.

Psicologia biodinâmica: reflexão de uma prática organizando-se em teoria
Vera Iaconelli
Dissertação de Mestrado – Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo.

Teoria e Métodos de Gerda Boyesen
Clover Southwell
Este texto fornece uma visão geral dos princípios teóricos e técnicas essenciais da Psicologia Biodinâmica.

Freud x Winnicott: Possibilidades à clínica biodinâmica
Maria Cláudia Teixeira de  Angelis Feliciano
Este texto enfoca as diferenças conceituais entre Freud e Winnicott, especialmente no que diz respeito à centralidade pulsional ϰ relacional como explicação para a construção da personalidade. Espera contribuir para um melhor entendimento das ideias principais destes dois autores e para esclarecer as contribuições dessas ideias para o melhor entendimento da Psicologia Biodinâmica.

Teses de Doutorado e Dissertações de Mestrado com temática reichiana realizadas sob a orientação do Prof. Dr. Paulo Albertini

Teses de Doutorado

Rego, Ricardo A. (2005). Psicanálise e biologia: uma discussão da pulsão de morte em Freud e Reich. Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Garcia, J. G. S. (2010). A couraça como currículo oculto: um estudo da relação entre a rotina escolar e o funcionamento encouraçado. Tese de doutorado, Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo (Maria Cecília Cortez Christiano de Souza, orientadora, e Paulo Albertini, co-orientador).

Ramalho, Simone A. (2010). Uma alegria subversiva: o que se aprende em uma escola de samba? Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Bedani, Ailton (2013). A relação entre sensação e produção de conhecimento na obra de Wilhelm ReichTese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Oliveira, André C.  (2014) Ação política e formação da consciência de classe no pensamento de Wilhelm Reich. Tese de Doutorado, Instituto de Psicologia,  Universidade de São Paulo, São Paulo.

Dissertações de Mestrado

Silva, João Rodrigo O. (2001) – O desenvolvimento da noção de caráter no pensamento de Reich. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Ramalho, Simone A. (2001) – Psicologia de massa do fascismo: Reich e o desenvolvimento do pensamento crítico. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Bedani, Ailton (2007) – Energética e epistemologia no nascimento da obra de Wilhelm Reich. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Toledo, Liliane P. (2009) – Reich e o enfoque de Deleuze e Guattari: o pensamento crítico em busca do desenvolvimento humano. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Avila, Daniel C. (2010) – Reich, Espinosa e a educação. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Nogueira, Tânia A. (2010) – Grupo de movimento: estado da arte, conceituação e aplicação na área educacional. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Almeida, Bruno H. P. (2012) – A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Faria, Cynthia Cavalcanti M. M. (2012) – Wilhelm Reich e a formação das Crianças do Futuro. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Almeida, Gabriel Puopolo (2015). A visão de potência no pensamento de Wilhelm Reich: contribuições para o EsporteDissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Joveleviths, Ilana Fenjves (2016). Reich e a importância dos cuidados na primeira infância: um diálogo com o enfoque de WinnicottDissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.


Outras teses e dissertações de interesse

Teses de Doutorado

Cotta, José A. M. (2010) – Memórias de um desterro: corporeidade na clínica contemporânea. Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Sant’Anna, Paulo A. (2001) – As imagens no contexto clínico de abordagem junguiana. Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Xavier, José Ignácio T. (2004) – Atenção a Si e Psicoterapia Corporal. Efeitos da auto-estimulação somatossensorial sobre a atenção e suas implicações para o corpo, as emoções e a cognição.  Tese de Doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Silva, João Rodrigo O. (2012) –  Peer Gynt: encontros e diálogos com a Psicanálise. Tese de doutorado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Rodrigues, Henrique J. L. F. – A fotografia como referência metodológica na prática clínica da Análise Psicorporal. Tese de Doutorado em  História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Dissertações de Mestrado

Santos, Adriana Marques (2013) – História de vida dos sujeitos com hipertensão arterial na perspectiva da psicossomática. Dissertação de Mestrado em Ciências do Cuidado em Saúde, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

Rebello, Leda L. G. R. (2008) – O corpo e a clínica contemporânea: um percurso em direção à singularidade. Dissertação de Mestrado em Psicologia, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

Pommé, Eliana L. (2008) – O vínculo mãe-bebê: primeiros contatos e a importância do holding. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Rodrigues, Henrique J. L. F. (2008) – A relação entre o corpo e a mente nos escritos de Freud, Lacan e Reich. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Antonelli, Elisabeth (2006) – O amor e o ódio na contratransferência. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Weigand, Odila (2005) – Grounding na Análise Bioenergética: Uma proposta de atualização. Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Cukiert, Michele (2000) – Uma contribuição à questão do corpo em psicanálise: Freud, Reich e Lacan. Dissertação de mestrado, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo.

As emoções: um percurso literário para psicoterapeutas
Michael Heller
Uma conferência de 1991, em que o autor aborda o tema das emoções a partir de um diálogo entre a neurobiologia e a Psicologia Biodinâmica e outras abordagens de psicoterapia corporal.

Reich, Winnicott e a importância dos cuidados na primeira infância
Ilana Fenjves Joveleviths
Este trabalho tem como objetivo inaugurar a possibilidade de uma articulação teórica entre os autores Wilhelm Reich e Donald Winnicott acerca do tema dos cuidados na primeira infância. Inicialmente fundamentarei a validade desta proposta para, em seguida, traçar alguns paralelos entre as ideias dos autores relacionadas ao que eles entendem por cuidados na primeira infância e a importância desta fase da vida e destes cuidados para o desenvolvimento emocional.

Grupo de movimento: uma revisão da literatura
Tânia Alves Nogueira e Paulo Albertini
Com o objetivo de explicitar e discutir as publicações existentes acerca do grupo de movimento, realizou-se o levantamento dos estudos publicados sobre o assunto a partir de buscas em bases de dados em sites científicos, institutos de formação reichiana e neorreichiana e em revistas de abordagem corporal.

Diferencias metodológicas entre el análisis reichiano y el análisis bioenergético
Luis Gonçalves Boggio
Uma elaboração sobre as semelhanças e diferenças entre a clínica reichiana tradicional e as abordagens neorreichianas.

Reich para principiantes
David Mairowitz e German Gonzales
Uma história em quadrinhos apresentando a vida e obra de Wilhelm Reich.

Armadilhas modernas: ressentimento e perdão
Henrique Rodrigues
Neste artigo analisa-se como a sociedade cria aparatos de reprodução da ideologia dominante, e/ou de repressão à livre, e crítica, circulação de idéias e informações. Como o ressentimento, o esquecimento, a anistia e o perdão são articulados no intuito de preservar e conservar o funcionamento operante das representações e regras sociais para sustentarem ou não a continuidade estabelecida.

Wilhelm Reich no Século XXI: de violência a globalização
Carlos Eduardo C. Abrahão
A partir da obra de Wilhelm Reich o autor procura resgatar sua contribuição ao homenageá-lo no cinquentenário de sua morte, observando sua pertinência no atual contexto planetário. O autor avalia que ainda não obtivemos êxito na empreitada de um futuro melhor para as crianças como almejava Reich, evidenciando uma terrível e ressonante peste emocional da humanidade.

Regras para seguir na pesquisa básica
Wilhelm Reich
Este texto, publicado originalmente no Orgone Energy Bulletin – periódico que concentra trabalhos entre 1949 e 1953 – reflete, em parte, o contexto vivido por Reich, sobretudo nos Estados Unidos da América, a partir de 1947.

A sombra da análise bioenergética
Luiza Revoredo de Oliveira Reghin
Numa discussão sobre as convergências e divergências entre a Análise Bioenergética e a Psicologia Biodinâmica, são analisados fatores que podem levar a uma limitação do alcance destas abordagens.

Reich e a possibilidade do bem-estar na cultura
Paulo Albertini
Este trabalho procura investigar as teses reichianas que se contrapõem ao pensamento freudiano de O mal-estar na cultura. Diferenciam-se as posições dos autores a partir das idéias de conflito inevitável (Freud) e de possibilidade de harmonia (Reich).

Educação de educadores: pressuposto psicanalítico ou utopia reichiana? 
Sara Quenzer Matthiesen
Este texto visa a resgatar algumas das reflexões freudianas acerca da educação, quer como um pressuposto psicanalítico assentado em textos educacionais de Freud, quer como uma utopia tipicamente reichiana, cuja aposta na possibilidade de profilaxia das neuroses estendia-se pelo campo educacional.

Considerações sobre a técnica: possíveis aproximações entre Wilhelm Reich e Sandor Ferenczi
Bruno H. Prates Almeida
O intuito deste breve texto é o de apresentar, sucintamente, alguns dados históricos que possam esboçar um eixo por meio do qual poderemos articular possíveis aproximações entre o que Reich e Ferenczi propunham no decorrer da década de 1920.

A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: publicações de 1920 a 1933
Bruno Prates Almeida e Paulo Albertini
Este estudo investiga a noção de couraça nos primeiros 13 anos, de 1920 a 1933, da obra do analista Wilhelm Reich (1897-1957), período em que o autor esteve vinculado à International Psychoanalytical Association. A questão norteadora é: qual(ais) o(s) sentido(s) da couraça no pensamento de Reich?

O recente lançamento do DSM-5 tem causado polêmica devido à abordagem que o fundamenta. Destacamos abaixo alguns textos que podem ser úteis para aprofundar a discussão sobre este tema:

Precisamos do DSM-5?
Breno Serson
O DSM-5 insere-se na moderna Psiquiatria do cérebro/mente  – que se pretende ateórica a respeito da mente, estatístico-científica, cognitivo-comportamental  – enquanto nosografia descritiva que prescindiria de uma teoria do psiquismo ou de um sujeito humano e corporal a ser ouvido e visto em quanto tal.  Questiona-se todavia se esta Psiquiatria efetivamente ajuda no sofrimento dos pacientes, se ela poderia potencializar o melhor das antigas práticas de bases humanistas e filosóficas que prevaleceram até os anos 70-80 (fenomenologia, psicopatologia, psicanálise, existencialismo, além das abordagens corporais e psicossomáticas).

Manifesto de Barcelona
Por uma abordagem subjetivante do sofrimento psíquico em crianças e adolescentes, não ao DSM.

Algumas citações
Frases e pequenos trechos de diversos autores que podem ajudar a refletir sobre a vida.

William Blake
Um trecho de “The Marriage of Heaven and Hell” que fala da relação entre corpo e alma.

Nietzche 
Trechos selecionados de “Assim falou Zaratustra”, de Friedrich W. Nietzche, que falam sobre o corpo, a mente e a vida.

Canção do Tamoio
De Gonçalves Dias, uma inspiração para encarar os desafios da vida.

Walt Whitman
Um trecho de Leaves of Grass que nos apresenta uma visão inspirada e inspiradora do corpo humano.

Seguindo em frente
Texto anônimo que traz uma pequena história/metáfora que pode ser relacionada a momentos de vida e a processos de psicoterapia.